VAI COMEÇAR A CHAMPIONS LEAGUE MASCULINA 2015/16!

Amanhã (16/09) começa a fase de grupos do mais prestigioso torneio de clubes do handebol masculino: a EHF Champions League.

Nessa temporada 2015/16 o torneio sofreu alterações radicais em seu formato de disputa. Na primeira fase serão quatro grupos compostos da seguinte forma:

Grupo A

Kiel (GER)

Veszprem (HUN)

Paris St-Germain (FRA)

Celje Pivovarna Lasko (SLO)

Wisla Plock (POL)

Prvo Plinarsko (CRO)

Besiktas (TUR)

Flensburg-Handewitt (GER)

 

Grupo B

Barcelona (ESP)

Vive Tauron Kielce (POL)

Vardar (MKD)

Pick-Szeged (HUN)

Rhein-Neckar Löwen (GER)

IFK Kristianstad (SWE)

Montpellier (FRA)

KIF Kobenhavn (DEN)

 

Grupo C

Nathurhouse La Rioja (ESP)

Meshkov Brest (BLR)

Chekhovskie Medvedi (RUS)

Porto (POR)

Vojvodina (SRB)

Tatran Presov (SVK)

Grupo D

Metalurg (MKD)

Skjern (DEN)

Motor Zaporozhye (UKR)

Kadetten Shaffhausen (SUI)

Baia Mare (ROU)

Elverum (NOR)

O formato de competição é o seguinte:

– no grupo A, todos contra todos (“round robin”) com ida e volta; da mesma maneira para o grupo B.

– os vencedores dos grupos A e B já se classificam direto para as quartas de final, e os dois últimos de cada grupo estão fora da CL 2015/16.

– do segundo ao sexto classificado dos grupos A e B, totalizando dez times, todos passam para a primeira fase de playoffs, que será disputada por 12 equipes.

– no grupo C, todos contra todos com ida e volta; da mesma maneira para o grupo D

– os dois primeiros colocados de cada um dos grupos C e D disputam duas eliminatórias (1D x 2C e 1C x 2D), e os vencedores de cada uma delas passam para a primeira fase de playoffs juntando-se aos dez times que haviam se classificado nos grupos A e B.

– os vencedores dos playoffs (serão 12 times em 6 séries com ida e volta), passam para as quartas de final, onde se juntam aos vencedores dos grupos A e B.

– os vencedores das quartas de final, no formato de ida e volta, se classificam para o Final 4.

O Final 4 continua do mesmo jeito, e acontecerá na cidade de Colonia (GER).

Apesar de redundar num aumento no número de jogos, e conseqüentemente num maior desgaste para os jogadores, esse novo formato vai causar um autêntico “pega pra capar” em todos os quatros grupos desde o primeiro jogo. Emoções não faltarão, com certeza, resta ver o custo em lesões desse novo formato.

Favoritos? Os de sempre, com tendências de subida aqui e de queda ali, e incógnitas aqui e acolá.

Outro atrativo dessa temporada é que houve muitas transferências de jogadores-franquia de seus clubes, para usar uma expressão NBA-ística. Assim foram as transferências de Niklas Landim (RN-Lowen para o Kiel), Nikola Karabatic (Barcelona para o Kiel), Aron Palmarsson (Kiel para o Veszprem), Filip Jicha (Kiel para o Barcelona), e além dessas, muitas outras de jogadores importantes. Ver como todas essas mudanças vão se acomodar gera uma expectativa a mais para o torneio 2015/16.

Teremos, mais uma vez, a participação de jogadores brasileiros na Champions League. Depois de duas Champions League disputadas pelo Naturhouse La Rioja, Thiagus Petrus se transferiu para o time húngaro Pick Szeged, onde deve ter papel importante na defesa e no ataque; Arthur Patrianova, que já havia disputado CL em 2013/2014 também pelo Naturhouse La Rioja, vai jogar pelo tradicional Celje Pivovarna Lasko esloveno (que, aliás, foi o último time fora da Espanha e Alemanha a ter vencido a CL masculina, na temporada 2003/04); no Porto, o ainda júnior Gustavo Rodrigues chega para ocupar a posição (lateral direita) em que atuava um dos principais jogadores do time português, João Ferraz, que se transferiu para o Wetzlar (GER); Felipe Borges disputará sua segunda Champions League pelo Montpellier, depois de ter já disputado outras duas em sua passagem pelo Ademar Leon espanhol; e pelo Kiel jogará o também ainda júnior Rogério Moraes, pivô de grande potencial que conquistou a confiança de ninguém menos que Alfred Gislasson, o técnico dos zebras de Kiel. Serão ao todo cinco brasileiros disputando Champions em uma mesma temporada, um recorde que dá uma boa dimensão do estágio ascendente em que se encontra o handebol masculino do Brasil.

O jogo inicial vai ser entre Kristianstad (SWE) e KIF Kobenhavn (DEN), 16/09 às 14:00, hora de Brasília. Como todos os jogos da Champions League (a não ser os do Final 4, que costumam ser bloqueados para o Brasil por causa da transmissão do Esporte Interativo), o jogo inaugural vai ser transmitido ao vivo online pela EHF TV/LAOLA (veja aqui).

A página oficial da Champions League masculina pode ser encontrada aqui.

Um bom proveito para todos os fãs de Handebol!