TAUBATÉ É O GRANDE CAMPEÃO DO SUPER PAULISTÃO 2015

Apesar da potencial “água no chope” representada pelo episódio envolvendo o Pinheiros e os dois jogos marcados na mesma data, a final do Super Paulistão masculino 2015 foi uma grande festa, com casa cheia e um grande jogo.

Metodista e Taubaté lutaram até o último segundo, mas, apesar de todo seu empenho, a Metodista esteve sempre correndo atrás do prejuízo. Taubaté mostrou que além de ter o elenco mais completo do handebol masculino brasileiro, estava muito bem preparado. Seus contra ataques tiveram efeito letal, e não falo apenas em contra ataques que nascem de perda de bola, mas especialmente daqueles puxados pelo goleiro após suas defesas. Maike, além de ter fechado o gol, foi um terror para a Metodista ao ligar contra ataques que pareciam impossíveis. Além disso, sempre que a Metodista subia sua defesa na primeira linha de Taubaté o time do Vale do Paraíba tinha resposta com avanços sem  bola de seus laterais na hora certa e Vini, como sempre, imparável no pivô. No fim, Taubaté 26 x 22 Metodista.

E que raça demonstrou a Metodista. Dentro das possibilidades, um ano que traz muitas esperanças para esse histórico time e seus torcedores. Torço que a recuperação que vimos este ano se amplie no ano que vem.

Taubaté também merece todos os louvores possíveis. Um time adulto de primeira linha, categorias de base no masculino e feminino…O brasileiro aficionado por handebol, torça por quem for, deve agradecer pela existência de um projeto como o de Taubaté e pela competência de seus gestores. O mesmo vale para o heróico São José dos Campos, que luta para manter seus ótimos times e ser mais um espaço profissional no handebol brasileiro.

Enfim, gostaria de simbolizar nesses parabéns ao vencedor, Taubaté, o reconhecimento pelos esforços de todas as entidades que lutam para colocar em pé um time de handebol adulto e disputar o Super Paulistão. O campeonato deste ano teve muitos avanços, e esperamos que continuem no campeonato do ano que vem. Esperamos que, cada vez mais, montar e gerir um projeto que envolva uma equipe de handebol profissional deixe de ser um ato de loucura apaixonada. O Super Paulistão deste  2015, no masculino e feminino, a julgar pelo aspecto desportivo, nos dá esta esperança.