FAVORITOS NO MUNDIAL JÚNIOR 2015: ALEMANHA

A Alemanha vem sendo apontada por muitos como a principal favorita a conquistar o Mundial Júnior do Brasil. O técnico da seleção brasileira júnior, Hélio Justino, chegou a admitir que o principal intuito ao escolher o grupo D do Mundial foi evitar ter que enfrentar a Alemanha em oitavas ou quartas de final.

Essa expectativa em relação à Alemanha se deve, em parte, ao bom desempenho demonstrado por essa mesma geração alemã no Mundial Juvenil da Hungria em 2013, onde foram terceiros colocados. Mas o que deu definitivamente a condição de favorita à Alemanha foi a maneira segura com que venceram o Europeu sub 20 de 2014, e o desenvolvimento posterior de alguns jogadores como Paul Drux, Fabien Wiede, Tim Suton e outros.

Acontece que Paul Drux e Fabien Wiede, respectivamente lateral esquerdo e lateral direito do Fuchse Berlin, não virão ao Mundial Júnior do Brasil. A razão é que os dois têm sido convocados regularmente para a seleção adulta alemã no processo de renovação empreendido pelo técnico Dagur Sigurdsson. Drux, inclusive, tem sido titular e desfrutado de muitos minutos em quadra. Assim, entenderam que seria melhor dar descanso a esses dois e oportunidade a outros jogadores.

Isso faz a Alemanha menos favorita? Com certeza, seria como se o Brasil fosse ao Mundial sem Zé Toledo e João Pedro Silva.

Mas a equipe continua bem forte, apesar dos desfalques. Em torneio preparatório realizado na Suiça, o Airport Trophy, a Alemanha venceu a Espanha, a Suiça e a França.

Sempre pelo retrospecto e por seus jogadores, é um dos favoritos ao pódio no Mundial Júnior de 2015.

Destaques individuais: Tim Suton e Yves Kunkel.